quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

E no interior...

Por fim as sombras possuem minha alma e nada mais que uma desesperança se encontra em minha face. Apenas quero olhar no espelho e ver no reflexo não a mim, mas outra pessoa. Porque quando olho para meu interior apenas enxergo o fracasso. O porquê de tanto batalha para no final não vencer a guerra? E na covardia que emana de minhas lágrimas e de meu silêncio aos poucos vou me entregando e desistindo de tentar ser feliz, de tentar prosseguir...


E ainda que tenha mil pessoas a minha direita e mais mil a minha esquerda, eu me sinto completamente solitário, porque você não está mais em volta para me encher por inteiro e ser equivalente a um milhão.

5 comentários:

Leonardo disse...

E quem disse que tudo acaba assim?
Quando parece o fim..é só o começo.

Pedro Wolf Sá Muniz disse...

Uauuuuuuuuuu!

Lindo! Tocante! Simples!

Sentimentalidades do jeito que eu mais gosto.

Parabéns!

bj

Cruela Veneno da Silva disse...

ai meu deus.... que trem lindo... vou roubar.

justmisread disse...

O importante é nunca desistir, e mesmo que vc ache que está sozinho sempre existe alguns que estão contigo sempre, podem ser até poucos, mas existem!
beijo, Lillo

Drika L.S. disse...

É isso aí...mas quando menos se espera, eis que surge o inesperável aparecendo!rsrsrsrs. Profundo demais tuas palavras cheias de sentimentos!^^