terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Escrever é libertação.

O cômico é que eu nunca fui de me silenciar. Sempre deixei que meus sentimentos emanassem, fluíssem pelos meus poros. Me encontro inerte, amedrontado com a possibilidade de te perder por inteiro. Isso me freia, isso me bloqueia.Prometi que nunca mais sofreria por alguém.Você não me faz sofrer, eu me faço sofrer!Me auto-flagelo insistindo nesses sentimentos. E você... você vem com paninho e água para cuidar das minhas feridas.
Depois de ter provado o sabor da sua pele, o gosto do teu beijo, depois de sentir todo aquele carinho,todo aquele afeto... se torna tão difícil de deixar tudo para trás. Lembra?Meu corpo se confundindo com o seu, eu bebia da sua alma e você bebia da minha.
Falta tão pouco, tão pouco para que eu te entregue os meus sentimentos numa bandeja prateada! Quero romper com o meu silêncio. Talvez eu queira arriscar perder essa nossa cumplicidade, essa nossa amizade para tentar ter você para mim novamente...


... Ou não. Ah, merda !

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Um site legal,um livro que você precisa ler e um livro que você não pode perder o tempo lendo.


Adoro ler, se pudesse gastaria todo o meu dinheiro comprando livros, mas não possso. Por isso fiquei
super-hiper-duper-liper o pulo do Tigrão de happy
quando encontrei um site de troca de livros usados. Funciona dessa forma: Você cadastra um livro seu que esteja em bom estado de conservação e disponibiliza para trocas, quando seu livro for solicitado você ganha um crédito e pode solicitar um livro de um outro usuário para você, assim segue a brincadeira. Você que arca com o envio do livro,e o livro que você solicitar, o ex-dono é quem vai bancar o envio. Não se preocupe, é barato. Cartas registradas,dependendo do peso e da distância, custam em média R$ 8,00 (MAIS BARATO QUE OS 40 REAIS DE UM LIVRO NA LIVRARIA,rs). O Ideal é você ler e disponibilizar para troca novamente, assim garantimos a fluidez. Já cadastrei alguns dos meus livros. É, eu sei. Você deve estar ai refletindo que dá dó se livrar dos seus livros pois tem ciúmes deles, mas não faz sentindo deixar um livro empoleirado na estante. Permita que outra pessoa tenha acesso a ele e diversifique a sua leitura tendo acesso a um monte de outros livros que você gostaria de ler.
Para quem se interessou, fica a dica: trocandolivros

Aproveitando o ensejo, vou indicar um livro que você precisa ler e um livro que você não pode perder o tempo lendo.


Você precisa ler :O Terceiro travesseiro de Nelson Luiz de Carvalho. É a história que narra um triângulo amoroso entre dois garotos e uma menina que tem um final trágico. Com uma linguagem coloquial, se torna uma leitura bastante prazerosa.Ele não é muito denso e chega a ser excitante em alguns trechos. Ganhei esse livro de uma pessoa muito especial ( portanto esse não vai para troca nunca,rs).


Você não pode perder tempo lendo : A Cabana de William P. Young. Um ficção que conta a história de uma garotinha que foi assassinada por um Serial Killer, seu pai era um homem de pouca fé e se entregou ao mais profundo estado de tristeza. Deus acaba mandando um carta para ele pedindo para que se encontrem na Cabana onde o vestido ensagüentado de sua filha foi encontrado. Lá eles tem uma conversa embasada nos fundamentos bíblicos. O ponto positivo do livro é que ele apresenta Deus como uma mulher gorda, grande e negra, Jesus como um Árabe e o Espírito Santo na forma de uma mulher oriental, quando eles se encontram no decorrer da narrativa.Uma visão bem diferente da que tínhamos dessas figuras. Por outro lado a mensagem-chave é a seginte: "Abdiquei de pensar, abandone o seu senso critico e deixe tudo para lá porque Deus deixou tudo pronto para você. Está na bíblia, portanto, RECEBAAAAA!!!" A partir dai ele começa a fazer uma lavagem cerebral e se torna ridículo.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Wake up, gay people. Militancy is calling.


Enquanto conversava com um amigo meu no msn, percebi o quanto alienados nós somos. Estávamos discutindo sobre umas reuniões para a formação de uma ONG LGBT em que eu estava participando, aqui na minha cidade. Disse a ele que o projeto é necessário porque ajudaria na batalha pelos nossos direitos. Confuso, ele me perguntou quais direitos os homossexuais ainda tinham que conquistar. Perplexo com a pergunta, e não querendo creditar no nível de alienação do meu colega, levei na esportiva, mas depois percebi que ele estava fazendo seriamente a pergunta e estava querendo obter resposta. Lembrei a ele que homossexuais no Brasil não casam, não têm direito a adotar crianças, a colocar o parceiro no plano de saúde e uma seria de outras dificuldades.
Pensei no quanto nós homossexuais podemos ser individualistas. Contato que tenhamos a oportunidade de habitar os becos e banheiros sujos das ruas escuras para chuparmos uns aos outros ou para termos uma foda rápida, é o que importa. Muitos de nós compactuam com essa marginalização que à nós é imposta. Triste realidade. Eles aceitam e contribuem com a homofobia.
WAKE UP , GAY PEOPLE! MILITANCY IS CALLING.

sábado, 21 de novembro de 2009

A enquete do Senado.

Acredito que todos vocês já ouviram falar no projeto de lei 122/06 que consiste em tornar crime agressão física ou verbal e qualquer ato de preconceito relacionado a questão de gênero, identidade, orientação sexual.Para tirar qualquer dúvida visitem esse o site Não a homofobia . O projeto está mais perto do que nunca de ser votado, ultimamente tem ocorrido várias discussões sobre o assunto, o que levou os senadores a criar no site do senado uma enquete questionando o seguinte: Você é favorável à aprovação do projeto de lei (PLC 122/2006) que torna crime o preconceito contra homossexuais?
Por isso, homossexuais de todo o Brasil, uni-vos para fazer pressão sobre o senado através dessa enquete afim de mostrar a nossa opinião favorável a essa lei que tanto nos beneficiará. Mande o link do site para seus amigos, parentes, namorados e pessam para que eles façam o mesmo.

Votem: Enquete.


Lembre-se que os grupos que não são favoráveis a aprovação da PLC também estão se mobilizando.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Correria

Com a correria que tem sido a minha vida por causa dos estudos para vestibular, quase não tem sobrado tempo para escrever aqui no blog. Isso não significa que não estou produzindo textos, faço tantas redações que me dá até preguiça de responder recado no orkut depois. rs rs
Essa loucura está para terminar, depois do dia 20 de janeiro estarei livre e voltarei a vida normal ( contente por ter passado, espero).
Mas se vocês estiverem com muitas saudades dos meus posts fica aqui o meu Twitter para aqueles que quiserem me seguir, ele exige bem menos atenção e cuidado(rsrs): www.twitter.com/n_murillo

Beijos.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Uma carta ao Papa.

Brasil,20 de outubro de 2009.

Bento XVI:

E ai, tudo belezinha, Vossa Santindade? To aqui te escrevendo uma carta, mas assim, num sou católico nem nada. Olha, eu escutei dizer que tu tava lá na África e disse para os mano da quebrada de lá que a camisinha só agrava a crise de AIDS. Maluco, puta que pariu. Como assim? Camisinha é o meio mais seguro de evitar gravidez e as doenças sexualmente transmissíveis. Tu disse também que a solução para a AIDS seria não transar, abdicar do sexo. Porra, diz ai para os muleque do século XXI que e transar não é mais uma boa, que é contra a moral, que eles tem que se guarda pro casamento, que assim nois acaba com a AIDS e tá tudo de boa. Maluco, tu sabe que isso num vai dar certo. A juventude de hj quer saber mais é de fuder cada dia mais cedo, sacou? Reverter esse quadro é impossível quase. As criaça vão inhainha cada dia mais cedo, e se eles num tiverem uma consciência de que o uso da camisinha é necessário, vai acabar de esculhambar com a porra. Nem precisa ter muito estudo para perceber isso, na moral.

E outra, malandro. Eu vi também umas declarações tuas acerca da homossexualidade. Tipo assim, a igreja prega o amor ao próximo e pá, tu chega e me diz isso aqui " “salvar a humanidade do comportamento homossexual ou transexual é tão importante quanto salvar as florestas da destruição”. Comoassim, rapa? O que que tu quer dizer com isso? Eliminar o comportamento homossexual, é isso? Para fazer isso tu tem que acabar com os homossexuais. Que idéia é essa? E o respeito, mora onde? Homossexual é bicho, é isso? É uma peste que foi jogada no mundo, uma ameaça a moral e a dignidade humana? Se pá tu manda degolar todo mundo. Nazista, oi? Essas palavras disseminaram o que se não o ódio e a intolerância? Tu toma cuidado com o que tu fala malandro. Se fosse aqui tu já levava um pescotapa.
Meu, de boa. Sou mais o João Paulo segundo. Tu é do mal, cara.

Atenciosamente,
um mano das quebrada brasileira
.

sábado, 29 de agosto de 2009


De que serve a felicidade se não temos com quem compartilha-la?

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Preto e Branco.


É curioso pensar que o branco, quando vai à praia "pegar uma corzinha", é tido como natural, está cuidando da estética. Mas e o negro? Quando ele deseja embranquecer está... negando a raça?
Tem certeza que você está isento de preconceitos?

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

A entrevista de Rozângela Alves.


Toda a comunidade LGBTT está chocada com a entrevista cedida pela psicóloga Rozângela Alves Justino para a veja, nela a mesma revela entender a homossexualidade como um distúrbio psicólogico, a declaração vai de encontro com o conceito formado pela Organização Mundial de Saúde que entende a homossexualidade como uma variante normal da sexualidade.Rozângela, revela dentre outros absurdos,que se dedicou a luta pela cura dos homossexuais, após receber um chamado de Deus enquanto escutava em sua casa o cd do Chico Buarque, frequenta a igreja batista e afirma ser vitima de preconceito pela sociedade e amigos de trabalho.

Ela ensina aos pacientes a resistir a seus instintos e negar a sua própria identidade ( só Zeus sabe lá como), fazendo com que acreditem que suas personalidades não são naturais, e que o fato de não se aceitarem não está relacionado com a opressão e preconceito da sociedade sobre eles. Acreditar no discurso dela é dar dois passos para trás no estudo da psicologia, é retroceder em 20 anos as pesquisas relacionadas a área, já que como disse no primeiro paragrafo desse texto a homossexualidade foi desconciderada como transtorno na década de 90.Ela chega ao absurdo de comparar os movimentos pró-homossexualismo ao Nazismo, uma comparação muito irresponsável por parte da entrevistada, que mostra não conseguir separar a sua vida religiosa da sua vida profissinonal.

O Conselho Federal de Psicologia está processando a psicóloga pela sua conduta, e espero que em breve estejamos livres das suas falcatruas.


- Para quem quiser ler a entrevista: Veja

- Quero agradecer ao Danthi Barbosa por ter indicado o tema e por acreditar na minha capacidade de escrever sobre ele.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009


Recebi um meme do Vouyer Blog.É um blog que eu recomend,ok? Pode dar uma passadinha lá, até porque no playlist dele consta músicas muito legais para ficarmos ouvindo.Para cumprir a missão que veio junto com o Meme,preciso apenas listar 5 dos meus maiores arrependimentos,vai ser uma tarefa difícil porque eu tenho memória curta. Vamos lá:

1- Me arrependo de ter gastado 8 messes da minha vida com o meu ex-namorado. Não sei, todas as vezes em que penso em nossa relação e como foi... Me bate logo uma sensação de desgaste.

2- Me arrependo de ter feito a linha do bom moço durante toda a minha adolescência, e acho que vou me arrepender de continuar fazendo isso agora na juventude.

3- Me arrependo de não ter dito a um certo biólogo que encontrei na UESB que quero um beijo dele. Hum... rs,rs,rs.

4- Me arrependo de não ter enlouquecido mais, me descuidado mais, ter curtido mais.


Na segunda parte dessa brincadeira eu tenho que montar 5 soluções para os meus 5 problemas. Então...não deixei aqui 5 arrependimentos, apenas 4. Procurei na memória, mas não achei nada que fosse relevante. Segue aqui as minhas soluções:

1- Deveria ter aceitado traí-lo com um rapaz muito mais bonito que ele e que estava afim de mim na época. Mas fiz a linha do bom moço.

2- Deveria virar um "Porra louca".

3- Acho que a solução seria postar esse desejo em meu blog para que ele lesse,mas não sei se ele visita O Amor Não Tem Sexo.

4- Deveria enlouquecer mais, me descuidar mais, curtir mais.

sábado, 1 de agosto de 2009

Bissexualidade em alta.


Há quem duvide da existência da bissexualidade, muitos alegam ser impossível amar igualmente pessoas dos gêneros masculinos e femininos ao mesmo tempo.No entanto,estamos presenciando um surto de bissexuais, principalmente no meio artístico. Com tantas provas vivas passa a ser mais difícil de acreditar na sua inexistência. Temos como exemplos: A cantora teen Christina Aguilera que segundo boatos teve um caso secreto com a Pink, outra cantora. Aproveitando a deixa, lembramos que em um VMA a rainha do pop Madonna teria "catado" Britney Spears e também a Aguilera, acrescentando mais duas a nossa listinha. Saindo do Pop e entrando um pouco no Rock, temos como um representante o cantor Billie Joe Armstrong, do Green Day. Surpresos? Bem, eu nem tanto. Além dele podemos incluir David Bowie,Kurt Cobain (que Zeus o tenha, fico emocionando ao falar de Kurt porque ainda não me recuperei totalmente da sua morte). Entre as atrizes eu posso citar Angelina Jolie, e Cameron Dias. Há também revelações mais recentes como as de Rick Martin, Lilly Allen, Katy Perry, Lady Gaga , Netinho( sim, a cantor de Axé)e Fergie. Eu poderia estender esse post a mais duzentas linhas apenas escrevendo nomes de artistas bissexuais, mas seria enfadonho.

Agora,com o surgimento de tantos "Bis" no mundo midiatico comenta-se que a bissexualidade teria se tornado modinha, um golpe publicitário e que estaria até mesmo influenciando, convidando, aliciando os nossos pobres adolescentes a fazerem parte do gay world.

Se ela existe ou não? Acredito que sim. E quer saber mais? Acredito que que vem crescendo e futuramente serão maioria.

terça-feira, 28 de julho de 2009



Essa é uma nova nova versão da música "Fuck You" da Lilly Allen feita por brasileiros, enviado a mim por e-mail pelo Bruno Marques,o idealizador do projeto.
Abraçado pelos homossexuais na luta contra a homofobia em diversas partes do mundo, a música virou o mais novo "hit gay" das paradas. Depois do decepcionante lançamento do vídeo oficial feito pela cantora, só nos resta mesmo nos contentar com os videoclipes contruidos pela própria comunidade LGBTT. E alias, parabéns,companheiros. Vocês estão de parabéns.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Alistamento Militar


Não podia deixar de compartilhar essa minha experiência com vocês.
Todos nós sabemos que ao completar 18 anos o homem é OBRIGADO a se alistar no exército e toda aquela palhaçada sem fim. Bem, comigo não foi diferente:
Hoje fui me apresentar no TG ( Tiro de Guerra), como a minha cidade é muito pequena ao invés de fazermos o alistamento no exército, como fazem os homens da "cidade grande", nos alistamos lá.
O dia já começou mal porque eu tive que acordar cedo e dormi tarde assistindo a estreia do novo seriado da MTV: Descolados. Morto de sono eu fui tateando a parede até encontrar a porta do banheiro, sai leve, livre e solto e fui pegar um MOTO TAXI( eu queria muito omitir essa parte da história, mas comprometeria o entedimento dela), até ai tudo bem, mas eu fui para lá de mochila,BERMUDA E SANDÁLIA!! Como eu ia adivinhar que não podemos ir de esporte fino para esses locais? Peguei uma MOTO TAXI de volta para casa e fui trocar a maldita roupa. De roupa trocada e de fé extremamente abalado com relação ao bom andamento de meu dia, eu voltei para a fila que já estava enorme. Não conhecia ninguém. Os homens de lá eram assustadoramente feios, parecia estar havendo uma competição para verem quem era o mais feio. Eu fui desclassicado de primeira junto com outras exceções(hihi).
A fila começou a andar, eu estava tenso, suando frio, gays em locais como esse... não é nada bom. Para começar pediram para eu abrir a mochila, lá continha: Um livro, uma revista, papel higiênico, bejú ( para quem não sabe é uma comida tipica da Bahia) e por última, masn não menos importante a minha caixa daquelas que contém base, sabe? Só que não tinha base, eu usava o espelho somente, no entanto foi o suficiente para ser esquisito. O soldado disse:
- Você tem um pouco de tudo nessa bolsa, não é mesmo? bem, agora vá! Corra, se não correr vai voltar, rápido! ( "Vai bambi, vai! Corra! - Ele pensou)
Balancei a cabeça afirmativamente e sai... andando.
Fiquei horas sentado no sol, encontrei uns amigos do cursinho, mas estvam longe demais para podermos conversar. Comecei a ficar cansado e estava com vontade de vomitar. Depois de um tempo leram os nomes das pessoas que foram dispensadas, essas deveriam formar uma nova fila do lado direito da quasdra em que estavamos, eu estava resando para Zeus que meu nome estivesse na droga da lista e UFA! Meu nome estava lá. Mas é claro que nem tudo podia ter dado certo, estamos falando de mim, do Murillo, eu atraio o azar e situações dasastrosas como um imã.Fiz tudo certinho para não chaamr a atenção,até cantei o Hino Nacional, droga.Pediram para que todos ficassem de pé e o soldado bradou:
-Algum de vocês gostaria de voltar atrás e se alistar?
O silêncio reinou na quadra. Segundos depois o soldado olha na minha direção,aponta e diz:
-Você!
Eu olho para trás, faço cara de blasé e digo apontando para mim mesmo:
Eu?
Soldado:- Sim, você! Quer se alistar?
O desespero possuiu o meu corpo, o sangue subiu a minha face e com a cara de quem foi acusado de uma injustila tremenda eu disse gaguejando:- E-eu n-não!
Soldado: Vá para retaguarda.
Enfim, as filas foram se desfazendo e as pessoas foram se dispersando. Em pouco tempo tomaram os rumos de suas casas. Meus amigos ficaram me esperando na porta até eu sair, queriam ver se eu tinha me ferrado ou não. Estavam rindo, cretinos!
Se eu esperei? Não, não esperei. Adoro essa posição, mas não hoje! Não hoje.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Stonewall.


Em Greenwich Village-NY, no dia 28 de Junho de 1969 ocorre em um bar chamado de Stonewall, o que seria o inicio do processo de emancipação e luta pelos direitos homossexuais em todo mundo.

Stonewall era frequentado por homossexuais devido a liberdade garantida pelos seus proprietários para que eles pudessem expressar a sua sexualidade livremente.Mas como todos os outros ambientes similares a esse na década de 60,era perseguido pelos policiais que por motivos fúteis fechavam o bar e prendiam os transexuais ( sem nenhuma acusação plausível ) para repreender e reprimir os GLBTTs.
Cansados e irritados com as perseguições em uma noite os clientes do bar resolveram resistir a represália e auxiliar aos presos na noite do dia 28, com garrafas e pedras eles resistiram as prisões e fizeram muito barulho. A polícia assustada chegou a pedir reforços e acabou por acontecer uma verdadeira guerra entre os dois grupos. Na noite posterior os policias retornaram ao bar e encontraram um grupo de gays, lésbicas, bissexuais , travestis e transexuais ainda mais organizados e prontos para comprar briga em nome dos seus direitos e crenças. O tumulto recomeçou, desta vez com a ajuda da vizinhança do local a favor dos LGBTTs, frases pedindo por liberdade e direitos iguais foram pichados em vários pontos da cidade, e tudo foi resolvido depois que o Presidente da Câmara da época decidiu acabar com a violência policial com um decreto de lei.

Depois desse grande movimento, grupos de homossexuais passaram a se juntar de forma mais organizada, acredita-se que as paradas gays surgiram a partir desse acontecimento.É também nessa data que comemoramos o dia mundial do orgulho gay em homenagem ao conflito.




Meninos e meninas, resolvi fazer parceria com um amigo meu que frequenta o curso de direito, ele se disponibilizou a responder perguntas ( desde de que ele tivesse a competência para respondê-las corretamente) feitas por mim para que eu pudesse postar aqui no blog mais tarde, no entanto, me ocorreu uma ideia ainda melhor, pensei em abrir esse espaço a vocês também. Achei interessante dar a oportunidade a vocês de fazerem perguntas, de tirarem as suas dúvidas relacionadas a união civil, casamento, adoção e outros. Eu vou pedir para que vocês enviem as suas perguntas para esse endereço: boysthatkiss@gmail.com
Assim que tudo estiver pronto eu posto aqui no blog o nome de vocês com a pergunta e a resposta dadas pelo meu amigo Guilherme. Por favor, vamos participar, enviem as suas perguntas ao meu e-mail.



Ah, tá! Eu voltei. : D

terça-feira, 9 de junho de 2009

Protesto na parada de Sampa!


Neste ano será realizada a 13ª Parada do Orgulho LGBT da cidade de São Paulo. Nesses 13 anos a APOLGBT SP (Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo) conquistou um importante espaço de mobilização social. Atualmente, graças aos esforços de todos aqueles que trabalham para a realização do evento – que vai além da Parada e se configura por diversas atividades políticas e culturais organizadas no Mês do Orgulho LGBT – a cidade de São Paulo abriga a maior Parada do mundo que no ano passado contou com aproximadamente 3,4 milhões de pessoas. [1]

Mesmo com tamanha grandeza, destacada organização, grande espaço na mídia e considerável mobilização por parte de diversos setores da sociedade, constata-se que o Brasil ainda está longe de reconhecer os direitos de milhões de brasileiros e brasileiras que se enquadram no universo LGBT.

Certamente que a Parada de São Paulo, mesmo sendo a maior, não pode sozinha levar a cabo a conquista de todos os direitos que nos são negados. Todavia, constitui, como já frisamos, um importante espaço de mobilização, sobretudo por sua visibilidade. É com isso em vista, e tendo ainda em conta o caráter mais festivo do que militante do evento, que propomos a organização de uma manifestação dentro da Parada.

Longe de questionar o trabalho de seus organizadores, objetivamos atuar dentro da Parada a fim de chamar a atenção para a marginalização das lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros na sociedade brasileira.

Assim, chamamos a todos os interessados em participar da 13ª Parada do Orgulho LGBT com objetivos além da mera comemoração a unirem-se a nós.

No dia 14 de Junho às 11h na esquina da rua Haddock Lobo com a Avenida Paulista, leve seu cartaz de protesto e vá com uma roupa escura para contrastar com o colorido da Parada e ajudar a dar visibilidade ao nosso grupo!
Por que protestar?

Ora, qualquer cidadão – exceto pelo Júlio Severo, Olavo de Carvalho e companhia Ltda – sabe que a homofobia está entranhada nesse país. Não é preciso ir muito longe para observar esse FATO, inclusive, pode-se começar pela leitura dos blogs dos senhores Severo e Carvalho, só aconselho que aqueles com estômago fraco tenham cuidado.

Mas para aqueles que não querem voluntariamente perder tempo com baboseiras, basta prestar atenção nos discursos homofóbicos ouvidos cotidianamente nas ruas, nas escolas, empresas e qualquer outro lugar em que duas ou mais pessoas estão reunidas em nome de algo ou de nada específico.

Seriam “menos danosos” se as verborragias ficassem só nas palavras. Mas esse não é o caso. Os estudos de Luiz Mott e Marcelo Cerqueira (do GGB) indicam que a cada três dias um LGBT é brutalmente assassinado no Brasil. Os assassinos muitas vezes justificam o crime pelo argumento simples e direto: “Matei porque odeio gay”[2].

Todo esse ódio é fomentado por diversos fatores, tão diversos que é difícil enumerá-los. Mesmo assim, é evidente que discursos homofóbicos veementemente proclamados por líderes religiosos, políticos, professores, jornalistas, cientistas etc. não só alimentam como estimulam esse tipo de violência. Como esperar que uma sociedade respeite as diferenças quando aqueles que possuem argumentos de autoridade, que formam opiniões e orientam comportamentos e posturas sociais dizem coisas do tipo:

“A homossexualidade é um castigo e distúrbio do comportamento sexual. O homossexual é alguém que em vidas passadas abusou das faculdades genésicas, arruinando a existência de outras pessoas com a destruição de uniões construtivas e lares diversos. As relações homossexuais de hoje comprometem as reencarnações futuras, de modo que os gays e lésbicas parecem estar condenados a um aumento contínuo do seu atraso espiritual.”

(Américo Domingos, médico e escritor espírita, MG) [3] 8 jun (23 horas atrás) Lívia
“Os homossexuais cínicos e agressivos devem merecer dos católicos o repúdio votado a todos os pecadores públicos e insolentes, que se declaram ou se comportam como inimigos de Deus e de Sua Santa Lei. Homossexuais assim são como células cancerosas e pútridas no corpo social. Devem ser repudiados, com nota de execração. Que Nossa Senhora livre o Brasil dessa infâmia. E não permita seja aprovado no Congresso Nacional o torpe projeto de lei que institui o "casamento" entre homossexuais. Isto constituirá uma insolente ofensa feita a Deus e a Nossa Senhora pelos legisladores do País, e que atrairá sobre o Brasil grandes castigos, pois será a legalização e a legitimação oficial de um pecado infame que clama a Deus por vingança, alinhando-nos a Sodoma e Gomorra...”

(Cônego José Luiz Marinho Villac, SP) [4]

***

“O comercial do Ministério da Saúde (mostrando uma família que aceita seu filho gay) é uma safadeza por fazer apologia ao homossexualismo: o Governo Federal está jogando dinheiro fora“.

(Pastor Silas, da Associação Vitória em Cristo, RJ) [5]

***

”Esse negócio de casar gente do mesmo sexo é utopia. Melhor dizendo, é viadice, sapatãozice, lesbinice, ou o que quiserem chamar. É coisa de besta a enézima potência. Eu sou vacinado anti-bichas, anti sapatões, anti-dengue, AIDS e o que quiserem mais!”

(José Henrique Teixeira, Jornalista, Jaú, SP) [6]

***

"O homossexualismo é uma forma de violência à natureza humana”.

(Jose Alencar, Vice-Presidente da República) [7]

Contra esse tipo de comentário e os danos físicos e morais que eles causam, em 2006 foi proposto o Projeto de Lei Constitucional nº122 que criminaliza a homofobia. O PLC 122 está estacionado no Senado, sobre ele comentaram os senadores Magno Malta e Marcelo Crivella:
No fim do ano passado, foi aprovado na Câmara dos Deputados a Lei da Homofobia, que em seguida foi encaminhada ao Senado Federal e tramita na Comissão de Direitos Humanos. Creio que os deputados não atentaram para a completa extensão do alcance da lei que aprovaram, a qual, além de inconstitucional, cria em nosso país a “ditadura gay”.

(...)

Subjetivo porque a Bíblia ensina que o homem que se deita com outro homem, como se mulher fosse, comete abominação. Dizer o que a Bíblia diz será, então, crime? Será incitação à violência contra homossexuais?

(...)

Ler, acreditar e ensinar a Bíblia para a família no lar ou em público não é, simplesmente, o direito de liberdade de culto garantido em nossas Constituições desde a proclamação da República, para evangélicos, e desde a Constituição Outorgada de 1824, para os católicos?

(Senador Marcelo Crivella) [8]

***

“Esse projeto de lei [PLC 122] cria um império homossexual no Brasil, uma casta diferenciada no Brasil.”

(Senador Magno Malta) [9]

Quem somos

As pessoas envolvidas nessa manifestação são lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e heterossexuais dispostos a atuar na Parada de uma maneira diferente com o objetivo principal de utilizar o evento para chamar a atenção para a marginalização dos indivíduos que fogem dos padrões de comportamento tidos por “normais”.

Não formamos um grupo ou organização, embora alguns dos participantes, isoladamente, façam parte de ONGs, grupos, organizações ou associações relacionadas com a militância LGBT ou em prol dos direitos humanos em geral.
Acreditamos no papel dos indivíduos enquanto agentes na e da sociedade, acreditamos na possibilidade de transformações reais mediante mobilização, acreditamos que devemos assumir a responsabilidade pela garantia e defesa de nossos direitos em vez de deixá-la para outros. Se você também acredita, mas sabe que acreditar não é “fim” mas um começo, una-se a nós.

Compareça à Parada do Orgulho LGBT, dia 14 de junho, às 11h na esquina da rua Haddock Lobo com a Avenida Paulista. Vá com uma roupa escura para contrastar com o colorido da Parada e ajudar a dar visibilidade ao protesto!
[1] Conforme estimativa da APOLGBT: http://www.paradasp.org.br/historico.htm
[2] CERQUEIRA, M. & MOTT, L. Matei porque odeio gay. Salvador: Editora Grupo Gay da Bahia, 2003.
[3] APUD: CERQUEIRA, M. & MOTT, L. Matei porque odeio gay... op.cit.
[4] Idem.
[5] Idem.
[6] Idem.
[7] Idem.
[8] http://www.senado.gov.br/web/senador/marcelocrivella/artigos/homossexualismo.htm
[9] http://www.senado.gov.br/sf/atividade/pronunciamento/detTexto.as



Creditos do post para Lívia Maat com a qual me comprometi a ajudar na divulgação desse nobre projeto.

p.s: Esse não é o meu retorno ainda.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Só para constar: eu abandonei mesmo o blog, não sei quando eu vou voltar, mas não deve demorar. Espero encontrá-los aqui quando retornar, beijos.

quinta-feira, 28 de maio de 2009


"Desordem e progresso!". Essa é a frase que caracteriza o mundo contemporâneo. Nessa corrida desenfreada pelo acumulo de capital é a natureza quem sai perdendo. Será que vamos assumir os nossos erros e correr atrás do prejuízo em tempo?

O homem capitalista visa o crescimento ainda que precise utilizar de métodos ociosos para chegar a ele, o meio ambiente é uma de suas últimas preocupações. O objetivo é o crescimento ainda que tenha que passar por cima das leis e dos nítidos avisos da natureza de que tais praticas são nocivas.

A Terra sinaliza que a sua saúde está abalada, mas pouco se faz para reverter o alarmante quadro. Um pequeno grupo politizado se mobiliza e entra em contraste com a esmagadora maioria que parece não sentir as mudanças ou ouvir os gritos do Planeta Água.

O homem não assume a sua fragilidade diante da soberania do nosso planeta, mas toda ação tem uma reação e a nossa grandiosa esfera está chegando ao seu limite máximo de tolerância.


Dicas para leitura:
- 53 dicas praticas para economizar energia.

-Benefícios econômicos da reciclagem

-Blog do Greenpeace

p.s: Estou feliz e triste: Feliz porque estou vivendo experiências novas e triste porque elas me lembram o quanto sou incompleto e o quanto ainda quero alcançar. Meio louco isso.

p.s²: Estou atrasado nos estudos e estou entrando bem menos na internet por causa disso, para piorar quando chego mais cedo em casa a minha cunhada está trabalhando na sua monografia no computador e fico impossibilitado de usar e por esse motivo não estou nem visitando os blog amigos.

P.S³: Visitem o meu flicker: http://www.flickr.com/photos/baudascoisas/

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Kiwi!

Antes de continuarem com a leitura desse post eu quero que vejam esse vídeo, quero que assistam e tirem as suas próprias conclusões. Pensei em dois títulos para essa postagem, mas depois percebi que eram sugestivos,e não quero dar nenhuma sugestão do que viria ser a lição de moral contida no vídeo. Abaixo tem as minhas considerações sobre ele, mas peço que leiam apenas após a leitura da pequena animação.






A animação fala sobre lutar pelos seus sonhos, morrer por eles se necessário. Não consegui deixar de me emocionar depois de assití-lo na aula da minha professora de história , logo pensei em todos vocês e achei importante compartilhar.

Lute por aquilo que você acredita( sem invadir o espaço e a crença do outro, é claro), corra atrás dos seus sonhos ( desde de que seja pertinente) por mais simples, óbvios ou complicados que eles pareçam. Estamos falando de realização pessoal, estamos falando em ser felizes, estamos falando de metas, objetivo...

Essa é uma mensagem que serve para você que é gay, lésbica, transsexual, bissexual, hetero e em qualquer área da sua vida ...

domingo, 17 de maio de 2009

Moral.


"Moral deriva do latim mores, que significa 'relativo aos costumes'.
Moral é um conjunto de regras no convívio."
Fonte: Wikipédia
O significado da palavra moral é imutável, mas acredito que seus valores se modificam com o tempo e o espaço, então esses valores são transitórios. A aceitabilidade de uma pratica depende do entendimento do coletivo sobre o assunto. Antigamente os negros tinham seus direitos negligenciados graças aos valores negativos atribuídos a eles, hoje a sociedade evoluiu e sabemos que o negro é tão inteligente e capaz quando qualquer pessoa de outra raça. A sociedade precisa evoulir ao ponto de perceber que ser homossexual não é imoral, precisam perceber que os nossos atuais conceitos sobre a sexualidade necesssitam de revisões e de sofrer alterações que comporte esse grupo cujos direitos vêm sendo negados.

terça-feira, 5 de maio de 2009

"Sex and the gays"


Ser homossexual em uma cidade do interior é mais complicado do que se pode imaginar. Aquela vidinha parada, sem nenhuma emoção parece ser tudo o que o mundo tem para te oferecer, resumia ao meu mundo, ao meu estilo de vida um estilo generalizado, isso antes de conhecer a internet, é claro . Olhava meio cético para tudo o que a televisão me mostrava, via com descrença principalmente aquele estilo de vida super-promiscuo que eles atribuíam aos homossexuais, entre outras pontos.

Passei a me questionar se existia mesmo todo esse apelo sexual entre as pessoas do meu grupo. A julgar pelo meu comportamento e pelos meus valores morais, eu achava que não, que esse apelo sexual exacerbado era apenas um foco dado preconceituosamente a nós pelos meios de comunicação. Depois que conheci a internet e o mundo se abriu para mim percebi ou ao menos tive a impressão de que eles não estavam tão errados. O bombardeio de informações que se sucedeu depois que eu passei a procurar pelos meus iguais na internet me deixou com uma profunda decepção. Promíscuos demais, entregues a boêmia , ao vinho e ao sexo.

Por um tempo acreditei que ser homossexual resumia-se ao sexo e ao culto de corpos malhados. Alvo fácil para os predadores no “mundo real” não queria me deixar corromper e me juntar a eles naquela eterna dança de provocação, sedução e SEXO. Muitas pareciam nunca baixar a guarda, alguns pareciam nunca querer conversar, conhecer o outro... na maioria das vezes estavam com pressa, com urgência para o sexo. De uma forma ou de outra eu me esquivava, me julgando jovem de mais, inexperientes demais.Eles tentavam se aproveitar da minha idade, me julgando bobo e fútil como os outros. Cruzei meus braços esperando que uma música agradável aos meus ouvidos me puxasse para o meio do salão.

Sempre me surpreendia com os convites inusitados, neguei fervorosamente aos convites para os sexos grupais, as transas casuais... Neguei aos convites dos “heteros” bêbados que às vezes queriam dar uma voltinha “só para conversar” por locais meio inóspitos. Descobri que os simples convites para ir a um restaurante estavam cheios de “más intenções”, no final o que eles queiram? Sexo. Irritante, não?

Em um determinado período da minha vida simplesmente me irritei e passei a procurar melhores companhias, tanto na “vida real” quanto na internet. Foi a partir disso que decidi criar o meu blog e me entregar um pouco mais a militância, querendo descobrir como eu poderia me diferenciar dos outros. No início eu senti que meu blog era um blog solitário, depois vi parceiros, pessoas que pensavam da mesma forma que eu. Tornei-me mais criterioso com relação as pessoas que me relacionava e a vida foi tomando o seu rumo. Depois dessa virada até mesmo na ” vida real” passei a encontrar com homens e mulheres um pouco mais comprometidos e cheios de princípios... Finalmente encontrei o ritmo para a minha batida perfeita.

O preço disso foi a incompatibilidade com os outros do meu grupo que pensavam de uma forma totalmente diferente, apesar de sempre respeitar o modo de vida deles, eles nunca conseguiram respeitar o meu, a ruptura foi necessária e dali cresceu um certo preconceito e exclusão. Não me importei.

domingo, 3 de maio de 2009


Murillo

E agora, Murillo?
O ano está terminando.
O ensino médio está acabando.
O estágio também.
E o ano que vem?
E agora?

E agora, Murillo?
As responsabilidades virão.
Terá de lutar pela sua independência
Caminhará sozinho a partir de agora.
Murillo, e agora?

E agora, Murillo?
Que está completamente só.
Sua melhor amiga está longe.
Seu namoro acabou.
Suas esperanças também.
Vai fazer o que, Murillo?


E agora, Murillo, e agora?



Uma paródia ridicula de uns dos poemas de Carlos Drummond de Andrade, e esse em particular se chama José, de forma que minha paródia se chama Murillo. Eu a fiz no ano passado e postei no meu antigo blog, eu estava dando uma olhadinha nele agora e resolvi postar aqui para matar a saudade.

Já se passaram alguns messes e acho que tenho algumas respostas, outras ainda não foram respondidas. E surgiram novas também.

sexta-feira, 1 de maio de 2009




A homofobia é uma questão cultural. Ensinamos aos nossos filhos a serem preconceituosos, a escola não aborda o tema, o governo não legaliza as leis favoráveis aos homossexuais( na verdade, para a constituição os homossexuais não existem), e para piorar a situação, toda lei que surge para ser votada que nos beneficie de alguma forma a igreja trata de se opor. Tem pouca gente ao nosso lado, é uma guerra injusta

www.naohomofobia.com.br
Votem nesse site para que um projeto de criminalização a homofobia seja levado a votação no senado.

terça-feira, 28 de abril de 2009


Recebi um desafio do Olmo Não Dão Peras e lá v ai:

Eu já...

... fiz bolo de lama.
... sonhei com um exercito de travestis atacando o mundo.
... furtei ( foi uma bobagem, mas foi furto da mesma forma).
... fui pego beijando um garoto no banheiro da escola.
... fui fotografado diversas vezes pelas mesmas pessoas na rua sem saber quem são.
... sentei sozinho na porta de madrugada.




Esse foi um selo que recebi de presente do THAIGO S.A.
Eu tenho que escrever 5 caracteristicas minhas:

1- Ciumento
2- Honesto
3-Carinhoso
4-Atencioso
5-Estressado
6- Agitado
7- Ciumento


p.s: Parece que tem um cara legal entrando na minha vida, vamos ver o que acontece.
p.s²: Fui expulso de um mgroup depois de postar o meu blog por lá a pedido de um membro.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Traição! Rá




A meu ver, a fidelidade é a base do relacionamento. E confesso, morro de medo de ser corno. Mas isso também não quer dizer que nunca me senti tentado a trair. Vou contar a vocês uma história:

Meu coração é cego. Ele definitivamente não se importa com a aparência física, e apesar dos protestos dos meus melhores amigos inseri em minha vida um homem com pouco beleza externa e...Bem,não consigo lembrar da beleza interna dele, só consigo lembrar dos maus momentos. Isso não importa. Sei que de alguma forma ele conseguiu conquistar o meu coração cego e tapado. A pressão dos meus amigos continuou, e meu ex conseguia baixar a minha auto-estima de uma forma insensível e desonesta. Apesar de esconder dele todos os comentários maldosos que as pessoas dirigiam contra ele, com relação a sua (falta de) beleza, ele não media esforços para me magoar e me fazer ciúmes.

Quando você dá espaço, o diabo atenta. Não demorou muito tempo para que aparecesse um rapaz mais velho e deslumbrante em minha vida. Apesar de ainda não pensar em trair, inconscientemente eu deixei que esse cara se aproximasse de mim com esse propósito, no fundo, eu estava sedento de vontade de botar um bom par de chifres no meu namoradinho da época. Quando a ficha caiu já tinha marcado hora e lugar para cometer o crime e uma voz lá de dentro sussurrou: “Não, não faça isso pois é errado, você ama o seu namorado”. Maldita seja a voz do meu subconsciente.

O desfecho da história vocês devem imaginar... Ou não. Não explique nada ao pobre rapaz, apenas disse que não daria certo o nosso encontro, ao meu namorado eu contei toda a verdade. Preferi manter a minha integridade e não trair.
A partir dessa minha experiência descobri que sou incapaz de trair e que também não concordo com a prática.

Alias, se tem alguém aqui que lê o blog e é formado em direito julguem para mim se o meu pensamento segue uma linha coerente: Em um relacionamento quando concordamos que não deve haver traição, ou seja, isso não é permitido, está fora do combinado firmamos um contrato verbal, isso procede ou não procede? Se o meu raciocínio está correto até este ponto, eu quero que prossigam com a leitura. Se firmamos um contrato verbal a quebra desse contrato ( ou seja, se uma das partes meter o chifre na outra) não poderia resultar em um processo? Eu não deveria ganhar muito dinheiro com isso? Bem, se não funciona dessa forma, deveria funcionar.

E quanto a vocês? Qual é a opinião de vocês sobre a traição?
Já traiu? Foi traído? Conte essa sua experiência se se sentir a vontade.






Ganhei esse presente do blog Degusta, achei muito lindo mesmo! Obrigado pelo presente. E fica ai o blog como indicação minha a vocês.

domingo, 12 de abril de 2009

A novo ordem... social?


Estava lendo um post no blog da Dama de Cinzas* que falava sobre relacionamentos, os relacionamentos do século XXI, na verdade.

Depois desse post eu comecei a organizar umas idéias na minha cabeça:

É nítida a mudança comportamental no individuo do século XXI. Mulheres independentes, mães solteiras, pais solteiros, homens que amam homens, mulheres que amam mulheres, mulhres mais velhas com homens mais novas, homens mais velhos com mulheres mais jovens,vários países aceitam hoje o casamento homossexual, além de se falar abertamente no assunto. É claro que as coisas não andam a mil maravilhas, no Oriente Médio na maioria dos países que compõem essa região a homossexualidade é um crime punido com pena de morte ou prisão. Mesmo assim eu estou otimista.

Estamos percebendo que essas regras e conceitos foram formuladas pela sociedade para colocar ordem no galinheiro, mas sabe-se hoje que não é bem assim que a banda toca, esses velhos conceitos estão se reciclando porque os valores também estão passando por esse processo de mudança ( isso está acontecendo graças ao enfraquecimento do poder de persuasão da igreja sobre nós), as pessoas estão se tornando mais criticas, estão se libertando desse pudor que por vezes os sufoca, os oprimem.

Imagine, novas "verdades" estão se formando, novas crenças e com isso uma maior liberdade de expressão. Li em uma comunidade que vai ser lançado um filme de um diretor brasileiro que fala de incesto, as pessoas ficaram chocadas e eu pensei: " Ok, incesto... porque isso é proibido mesmo? Depois percebi que é apenas uma questão cultural ( biológica também, há chances da criança nascer com deficiência e blá, blá... mas isso pode ocorrer com qualquer um mesmo que não estejam unidos por laço sanguíneo, e não estão pagando por nenhum pecado). Apesar de seguir esse raciocínio não quer dizer que eu acho que é certo, apenas fiquei me questionando por que é errado.

Livre da interferência da igreja influenciando no meu raciocinio as coisas parecem ficar mais claras. Não sou bobo, sei que em uma sociedade sem regras, nós seres humanos, agiríamos como animais em uma selva, no entanto certas regras não condizem mais com a realidade. A sociedade está evoluindo e junto com ela as ditas regras sofrerão ligeiras ( mas importantes ) mudanças ( espero).

Estamos a beira de mudanças significativas, novos valores estão se formando, estamos a beira de uma nova ordem... social? Será?



quinta-feira, 2 de abril de 2009

Deus Não Quer que Você Pense!


OBS: Essa é a minha opinião sobre o assunto e vocês têm o direito de discordar. Eu quero deixar claro também que respeito toda e qualquer crença.

Não sou um perito na bíblia, mas não é preciso de aprofundar muito em seu estudo para perceber que o nosso Senhor é um tirano.

No principio ele cedeu ao homem (Adão) o paraíso, permitiu que ele o habitasse, mas com uma condição: O homem não poderia comer dos frutos da árvore que ficava no meio do jardim.

Por que não comer do fruto da árvore? O que ela significa? E o mais idiota disso tudo: Por que ele colocou o diabo da árvore lá se já sabia que o retardado do Adão ia comer do fruto e colocar a culpa na coitada da Eva?

Vai além disso. Acho que o que deveríamos nos questionar é: Por que Deus queria manter o homem alienado? Assim que Adão comesse da fruta ele teria consciência do pecado, das maldades do mundo e da "vergonha". Assim o homem desobedeceu a Deus e comeu do fruto, passou a trabalhar para garantir o próprio sustento e finalmente vieram os (ridículos) mandamentos: O homem que deitar com outro como se fosse mulher é abominação. O filho que desobedecer ao pai deve ser apedrejados tantos outros absurdos.

Regras , regras e mais regras. O homem não pode ser quem ele é ( nem transar nós podemos, coitados. Todos nós sabemos que só devemos manter relações sexuais com o intuito de procriar).

É claro que você tem o livre arbítrio: Você pode escolher entre ser uma marionete de fé cega e fielmente seguidor aos dogmas bíblicos ou passar a desobedecê-lo e depois ser punido eternamente no fogo do inferno ( está é a parte mais tosca, parece história da carochinha, mas não é. Essa é a nossa cultura, cultura essa herdada pelos Hebreus).
Por que o homem não pode questionar o criador e aplicar para a sua vida o que acha mais conveniente?
O que seria o Deus bíblico senão um ditador como tantos outros?
Nenhuma verdade é incontestável. Não podemos crer cegamente em nada. Temos que estar sempre nos auto-analisando, criticando a nós mesmos... reciclando o nosso conhecimento. Pensar, duvidar, questionar SEMPRE!

sábado, 28 de março de 2009

I love you, what is wrong with that?

Acabei de assistir Bent ( essa frase do titulo foi dita por Max enquanto abraçava o corpo sem vida do seu namorado assassinado pelos soldados da Gestapo), um bom filme que conta a história dos homossexuais perseguidos pela Alemanha Nazista. O trailer: http://www.youtube.com/watch?v=TtcfmJG3JnE



Bem, antes de qualquer coisa eu queria reforçar alguns conceitos: O Nazismo foi um regime político imposta por Adolf Hitler na Alemanha. Se eu não me engano eles pregavam um regime facista( ou comunista, não sei bem a diferença) e totalitario. Hitler acreditava na raça ariana e espalhou o terror com a perseguição a judeus ( os semitas), negros e homossexuais.

Ok, Bent não transmitiu exatamente o que eu gostaria que ele tivesse transmitido, ele deveria enfatizar mais na crueldade, no sofrimento e na desumanização sofrida pelos perseguidos na época. Sim, temos que lembrar a todos que um dia esse regime( teve o fascismo também, aqui no Brasil na Era Vargas o preconceito foi notável) bárbaro imperou em parte do mundo e por vezes continuamos a agir dessa forma, com os mesmos ideais,vergonhoso. Busquei alguns dados na internet e vi que foram mais de 50 mil homossexuais assassinados. É só olharmos para o passado, é evidente que essas barbaridades não têm sentido e que é absolutamente ( ao menos na minha cabeça) surreal que atitudes semelhantes a essas ( sabemos que ainda ocorre, afinal de contas temos um maníaco dos homossexuais em uma cidade no interior do nordeste) ainda perpetuem nos dias atuais. Como assim? Caramba! Depois de tanta injustiça, de tanto sofrimento e luta ainda não perceberam que chegou a hora de reconhecerem os nossos direitos , reconhecerem que somos cidadãs comuns e que merecemos viver como todos os outros? Direito a casar, constituir família, ter filhos... e tudo isso é tão básico, tão simples... mas ainda nos é negado.Incrível!!

Ergueram na Alemanha um monumento em homenagem aos homossexuais perseguidos pelos nazistas. Ele fica em Berlim no parque Tiergarten, não esqueça de visitá-lo se for a Alemanha, ok? Mais informações: http://blog.zequinhabarreto.org.br/2008/06/09/carta-de-berlim-monumento-aos-homossexuais-perseguidos/ ( Alguém ai me ensina a fazer um hiperlink, por favor? Falo sério).






E para quem quer ler algo relacionado ao nazismo fica uma dica além do filmes e dos livros de história ( rs, rs), o livro "A menina que roubava Livros" de Markus Suzak. Eu li achei muito bom. Entre vários acontecimentos na vida da pequena garota ela também tem que conviver com um Judeu escondido da Gestapo em seu porão.

Para quem quiser me adicionar, por favor, fiquem a vontade: murillo-nascimento@hotmail.com
Além disso, entrem na minha comunidade,estou procurando por moderadores e pessoas que estejam afim de ajudarem a esse meu novo projeto crescer. Homossexuais- Brasil:

quarta-feira, 25 de março de 2009

Poema de sete faces.


"Quando nasci, um anjo torto

desses que vivem na sombra

disse: Vai, Murillo! ser gauche na vida."



quinta-feira, 19 de março de 2009

Hoje eu não vou beber, são só 24h.


O titulo do post de hoje é o lema dos A.A. ( Alcoólicos anônimos)

Hoje eu vou contar mais um pedaço da minha vida para vocês, além de divulgar essa lindo trabalho feito para as pessoas com problemas com alcoól.

Na terça descobri perto da minha casa um grupo de ajuda para pessoas alcoolatras, logo pensei em meu pai, eu li: Reuniões todas as terças às 20:00. -Pronto, não precisava saber de mais nada. Às 20:00 com toda a força de vontade que tinha dentro do meu ser enfrentei a vergonha e subi as escadinhas aonde dava na sala em que acontecia as reuniões. Sentei-me em uma das pobres cadeiras de madeira com braços largos ( como as da escola), muito antigas. Somavam 8 pessoas comigo, uma delas estava na frente, falando, contando sua triste história. Enquanto eu sentava todos olharam para mim, mas logo se voltaram para frente e não se incomodaram mais com a minha presença.

O velho e negro homem que estava discursando lá na frente contava como perdeu a sua mulher para o cancêr, sem perceber, é claro. Afinal de contas todas às vezes que a sua mulher era hospitalizada ele nem ao menos percebia, estava bêbado. Finalmente sua mulher morreu, mas ele de fato não sentiu a perda, nunca estava sóbrio para poder sentir a dor da morte de sua mulher, uma história tão lamentável quanto todas as outras que eu escutei naquela noite.

Como não podia deixar de acontecer se dirigiram a mim e perguntaram se eu gostaria de falar o motivo de estar ali, perguntaram se eu gostaria de dividir alguma coisa com eles. Ainda que tímido eu me levantei, me senti tonto com os olhares que eram dirigidos a mim, não era muita gente, mas haviam pessoas o suficiente para fazer a minha garganta secar e me fazer tropeçar com as palavras.Vomitei a minha história diante deles: Sou filho de um homem alcoólatra, por mais que ele não tenha percebido ainda a sua doença, já sofremos bastante com ele. Há alguns anos ele consegue dominar a sua sede por alcoól durante alguns meses, mas quando ele não resiste ao primeiro gole o efeito é desastroso, ele consegue destruir tudo aquilo que construiu a sua volta, é triste. Infelizmente não consegue se manter em nenhum emprego, junto com a bebida vem a mentira, as atitudes irresponsáveis e tantas outras coisas, é triste. Estou aqui hoje a noite para procurar ajuda por ele.

Muito foi dito, muitas dúvidas foram tiradas. Me disseram que de fato alcoolismo e uma doença e que ela também causa distúrbio de caratér. Fui informado que não só o alcoolatra sofre danos com a própria doença, mas toda a família adoece junto com ele. A vontade de ser curado deve partir do próprio alcoolatra, fora isso qualquer tentativa por parte da família está fadada ao erro, o que cabe a nos é tentar de forma bastante suave fazer com que ele entenda que é doente e que sozinho não conseguirá se controlar.


Então, se você tem um parente, amigo, namorado ou marido doente em casa não sinta vergonha e procure pelo grupo A.A. mais próximo de sua casa.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Sabe o que me deixa puto?


É quando alguém diz: "BBB? É uma merda, eu não vejo, como conseguem assistir a essa porcaria?"Pagar de intelectual só porque acha o BBB um bosta é de fazer rir, as pessoas ficam culpando a globo porque a globo é manipuladora, porque é isso ou porque é aquilo. Quer saber quem é realmente manipulador? É a igreja que mantém a anos milhares e milhares de zumbis humanos em sua saia, é a veja e tantas outras revistas e jornais com suas matérias elitistas e cheias de intervenções politicas. A globo é um bixo pequeno.Se eu assisto o BBB? Não. Eu assisto a globo? Raramente. No entanto não fico pagando de intelectualzinho de merda fazendo cara de nojo quando alguém diz que curte assistir a droga do Max quase revelando que é homossexual. Criticar esses programinhas para a massa é muito fácil, até porque na mídia o que corre é isso mesmo, que devemos criticá-los. Ah, merda.Briguei com um pessoal em outra comunidade que estavam se achando o máximo por criticar esse programinha.

quinta-feira, 12 de março de 2009


Enquanto os meus olhos percorriam a página, famintos, curiosos, a minha cabeça me transportava para um mundo paralelo onde ocorria a bela história de um vampiro e uma humana que alimentavam um amor impossível. Me distrai completamente, a leitura estava me deixando sem fôlego, a cada página finalizada me aproximava mais do desfecho de todo aquela novela.

Não percebi quando ele se posicionou ao meu lado, estava absolutamente entretido, ele percebera e se aproximara lentamente, não sei por quanto tempo ele havia ficado lá, na minha frente, sem que eu o percebesse. Sua mão pousou em cima do meu livro fechando-o, olhei para cima com raiva, mas o meu semblante mudou completamente quando vi a sua pele morena, o seu cabelo liso e negro, sua barba por fazer... Eu fiquei parado, olhando, observando, ele encarava o livro com um sorriso no canto da boca, um sorriso lindo. Não tive coragem de falar , apenas esperei, ele quebrou o silêncio .

Lua Nova. É legal? - Perguntou.

Sim, eu gosto, crepúsculo é melhor, mas ele é bem legal. - Comentei.

Eu não tenho tempo nem para ler os livros do próprio vestibular, boa leitura. - Finalizou ele ao ver que o professor de história se aproximava.



Depois que ele se foi pude perceber que meu coração batia freneticamente.
"Homossexuais - Brasil. "
Gostaria que me dessem esse apoio. Entrem!Entrem!

----------------------------------------------------'-----------------------------------------

Me apaixonar pelo cara do cursinho não é uma boa ideia, mas é assim que me sinto quando ele chega perto. Eu tenho a mania de transformar pequenos acontecimentos em grandes situações românticas, essa foi a minha visão dos acontecimentos, mas eu sou suspeito para falar. Vocês já devem estar cansados de lerem descrições como essas feitas por mim nesse blog, elas nunca dão certo, nunca vão para a frente, é sempre um pequeno engano meu. Não quero ser pessimista. Estou torcendo para que dessa vez algo realmente esteja acontecendo.

quarta-feira, 11 de março de 2009

Desafio aceito.



Recebi um desafio do João do blog "Olmos não dão peras, aqui o link" é um ótimo blog, eu indico: http://olmosnaodaoperas.blogspot.com/


São três coisas que preciso fazer:
Falar 7 coisas sobre mim
Postar7 desejos
e fazer 1 acróstico de quem me enviou o desafio.

7 coisas sobre mim:



  • Desde de quando eu tinha 12 anos de idade planejava cometer suicidio caso não pasasse no vestibular.

  • Fico deprimido quando acordo em dias cinzas e acordo deprimido quando durmo a tarde.


  • Amo chocolate com todas as minhas forças, me alivia a tristeza ( sempre compro chocolate quando sei que vou passar por momentos difícies).


  • Sei que amo verdadeiramente uma pessoa quando o abraço dela é o melhor abraço do mundo.


  • Prefiro dormir abraçado com meu namorado ( quando tenho) do que fazer sexo.


  • Não tenho as chamadas "transas casuais".


  • Entrei em depressão por sentir medo de ficar sozinho no futuro ( sem amigos, marido etc) e o medo permanece.


7 desejos:





  • Passar no vestibular para Comunicação Social- Jornalismo.


  • Encontrar um homem que me ame e que tenha o melhor abraço do mundo.


  • Conseguir malhar um dia ( sempre pago um mês e vou 6 dias, agora estou sem grana).


  • Parar de desistir dos meus projetos no meio deles.


  • Ser um escritor famoso.


  • Viajar para a Europa.


  • Dar uma melhor condição de vida aos meus pais.

O acróstico:

Joia

Omega

Amor

Ostentar.



p.s.¹ Foi mal gente, eu não sou bom nessas coisas, desculpa João.

p.s² Parece que eu tem um cara me "dando bola no cursinho", quando as coisas ficarem mais concretas eu posto algo sobre isso.

domingo, 8 de março de 2009

Pedro Almodóvar.

(Pedro Almodóvar)

Explicar como Pedro Almodóvar faz filme é difícil. Só experimentado a sensação de assistir a um de seus maravilhosos filmes que você consegue perceber o quanto intenso eles são. Os finais são imprevisíveis, os temos são polêmicos , mas são isentos de julgamento moral. São assim os seus longas.
Ele nasceu em Calzada de Calatrava, La Mancha, Espanha em 1951.Nunca estudou cinema, sua família não pôde lhe pagar os estudos, se não podia aprender na teoria, decidiu aprender na prática, foi em Madri que fez vários bicos , entrou em um grupo de teatro e começou a fazer filmes. Consagrou-se em uma carreira de sucesso após o filme Tudo sobre a minha mãe ( o filme é de 1990, no ano em que eu nasci,rs). Foi o primeiro espanhol a ser indicado ao Oscar de melhor diretor.
Além de tudo isso Almodóvar é homossexual assumido ( Ebaaaaaaaaaaaa.)

Gael Garcia ( Má Educação, Babel, Ensaio sobre a cegueira, O Crime do Padre Amaro.Assisti todos esses com ele. Sou um grande fã.)

Meu filme preferido desse diretor é Má Educação, cujo protagonista é Gael Garcia( Eu já fiz um post dedicado a esse filme em particular há algum tempo atrás nesse blog). Segundo o próprio diretor, Gael teve dificuldades em interpretar os personagem:''Gael García Bernal tinha uma relação superconflituosa com sua personagem, sobretudo nas cenas em que tinha de se travestir, e, ao mesmo tempo, uma relação tensa com os colegas. Bastava ele ver um sapato de salto alto para entrar num estado de bloqueio total, a maquiagem era impossível.''

Já trabalhou como roteirista, compositor, ator, diretor além disso foi cantor de uma banda de Rock.

--------------------------------------- ' -------------------------------------------------
As coisas ainda andam meio difíceis lá pelo curso, não fiz nenhum amiguinho ainda. Vou na casa de uma amiga essa semana para esfriar a cabeça e poder finalmente conversar com alguém e receber um abraço. I need a hug, any hug.

quinta-feira, 5 de março de 2009

A igreja e os homossexuais


Os Ataques da igreja contra os homossexuais têm se tornado frequentes. Ultimamente o papa vêm fazendo declarações pouco amistosas ao nosso grupo, sempre tentando frear as nossas conquistas no meio legislativo e etc., fazendo apelos aos seus fiéis. Fora a igreja Protestante, desde que eu me conheço por gente ela está nessa infundada "caça as bruxas" a população gay.

Todas as igrejas que eu já frequentei um dia,me apresentavam o mesmo Deus punitivo, vingativo e cruel, mas mesmo assim eles ainda o julgavam benevolente e justo. Essas características eram contrastantes demais para mim, não dava para entrar na minha cabeça que o mesmo ser que criou um inferno para punir os seus "amados filhos" podia ser o mesmo " Deus de paz e de amor". Nunca gostei de seguir regras, muito menos regras tão mesquinhas.

Cresci e não dava mais para acreditar em anjos, demônios, homens andando sobre as águas, transformando água em vinho, rios em sangue, mulheres engravidando do nada e mares se abrindo. Prefiro acreditar em vampiros ( é que eu gostei muito do livro crepúsculo da Stephanie Mayer, sabe?).

Além disso a bíblia foi feita a mais de 2.000 anos atrás( sei lá por quem) em uma sociedade absolutamente distinta da nossa. Temos outros costumes, outras crenças, outros parâmetros.

A fé cega limita o homem, convicções ( principalmente as religiosas) são sinais de retrocesso. O estilo de vida contemporâneo entra em conflito com os dogmas religiosos e esses se não se adaptarem a nova realidade... ao meu ver tendem a desaparecer, com fé em Deus. Rs.
Tradução da frase na imagem: "Deus odeia viados".
-------------------------------------------- ' -----------------------------------------
P.S. Descobri que escrever é a minha terapia, não posso largar o meu blog, e também não consegui largar esse para voltar com o me blog antigo, sou apaixonado por este blog, criei um carinho muito grande por ele e dou valor a cada palavra de força e carinho que recebi! Sobre a minha vida... entri no cursinho pré-vestibular, mas não fiz amigos. Fico as 5:30h na sala de aula sem dar um bom dia, espero reverter essa situaação logo, é muito chato. As aulas de matematica são péssimas, odeio a matéria, mas as aulas de literatura, história, geografia são muito boas, a de quimica não é de todo o mal, ainda não fui apresentado a todos os professores. Beijos.

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Fim ou férias, não sei ainda.


Sinceramente... eu não sei mais sobre o que escrever no meu blog, já falei sobre muitas coisas, demonstrei minhas opiniões e dei sugestões. Agora estou meio em crise e sem perspectiva para este blog, não sei se é o fim, sinceramente, eu não sei. Decidi me afastar dele por uns tempos para ver o que acontece, para ver se surge alguma expiração, para ver se sinto falta... ou talvez eu volte com o meu antigo blog com assuntos diversificados e não apenas sobre a homossexualidade. E se eu voltar aqui um dia ou para retomar de onde parei ou para construir um novo caminho através de outro blog, espero que estejam aqui para me dar o suporte necessário.

Esse ano muita coisa mudou... eu vou começar um cursinho pré-vestibular para tentar ingressar em uma das 3 faculdades de Jornalismo que eu vou me inscrever, além disso daqui a alguns messes eu vou começar a faculdade de pedagogia que não é nada daquilo que eu queria para mim. Espero saber conciliar os dois.

Hoje vou levar a minha amiga na rodoviária, ela vai voltar para Salvador e cursar mais um semestre da faculdade de psicologia na UFBA. Eu já tinha aceitado bem essa realidade no ano passado, mas agora é diferente, eu não tenho mais os meus amigos de escola... eles também se foram, já entrem em depressão algumas vezes ( ou tristeza profunda, sei lá.) e é duro para mim achar que posso cair nessa cilada novamente. Não sei, não sei...


Me declaro de férias deste blog. Beijos.


P.S. Eu tentei colocar umas aimagens, mas o blogger não quis ajudar e eu não estou com estado de espirito para lhe dar com essa coisas hoje.
P.S.² Parece que ele viu que eu estava realemente nervoso e resolveu botar a imagem assim que eu escrevi o primeiro "P.S.", bom menino.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Sobre um filme que me fez chorar e uma grande cantora.

Sobre o filme que furtou as minhas lágrimas:

Prayers for Bobby




Não consegui conter as minhas lágrimas enquanto assistia a esse maravilhoso filme. Conta a história de uma mãe que apegada a sua religião e na crença da existência de um Deus severo e de um inferno para os pecadores se nega a tentar entender a dura realidade do filho que se assumiu homossexual na década de 80,90 ( eu acho, se não for isso é próximo). Desiludido e sem norte, o jovem Bobby se perde nos próprios medos e receios e ao ver a sua família se deteriorando por sua causa, julgava ele, se suicida. Mary Griffith vai atrás de respostas , ela se pergunta constantemente se a homossexualidade do seu filho pesaria mais do que o seu bom coração aos olhos de Deus. Por fim ela percebe que Deus nos ama pelo que nós somos e não pelo o que fazemos. Em nome da memória do filho já morto graças a sua ignorância e convicções, Marry se torna uma ativista e luta pelos direitos homossexuais até hoje.

Só de lembrar das cenas me arrepio todo.


Pelo o que eu entendi ele foi feito apenas para ser passado nos canais de televisão norte-americanas, não sei se chegará ao Brasil, mas esse filme merece um Oscar.
Eu consegui o link aqui para vocês, "roubei" da comunidade HOMOFOBIA-JÁ ERA,lá no orkut.



http://www.megaupload.com/pt/?d=RLJXT45A


Sobre a grande cantora:

Além disso eu queria mostrar a vocês o canal de música de uma amiga minha, ela é maravilhosa, a música "A Chuva" é a minha preferida, ouçam porque eu sei que vocês também irão se apaixonar pela voz de Jack ( eu a chamo de Zizi, mas só eu).


http://jacqueline-muleka.conexaovivo.com.br/

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Um fora e um filme

Sobre o fora:
Eu estava de olho em um cara lá na biblioteca, isso já fazia quatro messes. Meus vestibulares terminaram e eu parei de estudar, nunca mais encontrei o cara-gato-da-biblioteca. Um tempo depois voltei lá no período da manhã para visitar as minhas amigas ( a mais nova tem 48 anos ) que trabalham lá, quando eu cheguei vieram me abraçar, me beijar, me ouvir contar as novidades. Me dirigi para a área de leitura, meus olhos bateram diretamente na mesa onde ele estava sentado( sim, o cara-gato-da-biblioteca). Assim que ele me viu, por mais estranho que isso possa parecer ele trocou de cadeira e ficou de frente para mim, sentado, lendo, me olhando. Logo todas as meninas da biblioteca perceberam que ele estava me observando, então resolvi revelar o afeto que por ele eu nutria. Animadas com a possibilidade de verem bem diante dos seus olhos o desenrolar de um relacionamento amoroso entre pessoas do mesmo sexo, elas me deram apoio, coragem e o estimulo necessário para ir até a mesa dele. Lutando contra a minha timidez, contra a minha natureza, eu fui de encontro ao meu destino. Quando eu consegui respirar e perceber o que se passava ao meu redor já estava sentado ao lado dele falando sobre faculdade. Ele está no quinto semestre de química, tem pêlos no peito, ele se matriculou atrasado, a voz dele era muito calma, lenta, baixa e gostosa, ele realmente gosta do curso. Foi tudo o que eu consegui descobrir nesses dez minutos de conversa. Assim que sai da minha cadeira e virei em uma das estantes fui cercado pelas bibliotecárias idosas, frenéticas, excitadas e elas perguntavam: E ai? O que ele disse? Pegou o msn dele? Pegou o número? Olhando para baixo eu respondi: Não tive coragem. Quase que nervosas elas me mandaram de volta, minha missão era pegar o msn do cara-gato-da-biblioteca, de forma robótica perguntei: Pode me dar seu msn? Ele deu, foi um alivio, o que eu fiz? Sai correndo feito um louco e pulei a janela da biblioteca para ficar o mais longe possível... não fiz isso, mas tive vontade.

Agora só faltava saber se ele havia me dado o msn correto, esperei dois dias, depois se passaram 3,4,5 dias, ele me deu o msn errado, pensei. 1 semana e meia depois ele entra no msn e me pergunta: quem é? Eu respondo: Murillo, o cara da biblioteca. Ele disse: Vou aqui no supermercado. Meia hora se passou e ele não respondia nada, não voltava do maldito supermercado. Já estava ficando desesperado, já estava pensando: Estraguei tudo. Finalmente a droga da janelinha dele pisca com a cor laranja, e não era um dos meus amigos inoportunos, era ele e perguntou: Por que pegou meu msn mesmo? Fiquei sem palavras, fiquei com vergonha, agora eu queria pular da janela do meu quarto e sair correndo dali, mas não, eu respondi: Err... para trocarmos uma idéia, sei lá.Depois disso nada mais foi dito, peguei o nome dele, procurei seu orkut , achei! Bingo! Entrei pelo orkut da minha amiga e vi que o estatus estava "casado", fiquei com raiva, quis gritar, quis praguejar... meia hora depois e sem resposta nenhuma eu disse: Cara, eu vou sair. Fechei o msn, dei as costas e ainda permanece a esperança de ser correspondido, se não for desta vez será na próxima... um dia quem sabe.




Eu só me fodo nessa merda.




Sobre o filme: PLATA QUEMADA




Dois ladrões homossexuais roubam um banco na Argentina e planejam fugir para o Brasil. O amor entre esses dois "roubadores de banco" Angel e Nene é confuso, agitado e romântico. Envolve traição, perdão, idas e voltas. Baseados em fatos reais, é um filme dirigido por Marcelo Piñeyro. Não é um filme maravilhoso, mas é legalzinho. O final é emocionante.