domingo, 26 de outubro de 2008


Um grande avanço para os homossexuais foi quando um casal residente na cidade de Natal aqui no Brasil conseguiu fazer uma adoção conjunta de duas crianças, uma de 3 e outra de 5 anos, que foi concedida pelo juiz Élio Braz, essas crianças moravam em um abrigo em Recife.


Normalmente os gays conseguiam driblar esse atitude preconceituosa fazendo adoções individuais, conseguindo assim a guarda das crianças, mas nunca como um casal, o juiz disse: "o magistrado entende que a legislação brasileira não proíbe a adoção de crianças e adolescentes por casais homossexuais. “O que acontece é que durante votação do Projeto de Lei 6.222/2008, na Câmara Federal, os deputados retiraram o artigo que autorizava a adoção por pessoas do mesmo sexo. No entanto, ficou a lacuna. Na minha sentença sou claro: a existência de lacuna não impede o direito”.


Os psicologos já provaram que a adoção de uma criança por pais do mesmo sexo não atrapalha em seu desenvolvimento, então, o que a justiça está esperando?

9 comentários:

Suellen Pereira Rodrigues disse...

Eu acho ridícula essa história: "Casal homossexual não pode adotar, a criança vai ser homosexual também"
Claro, como se todo filho de hetero fosse hetero, né. Preconceitos bobos em uma sociedade idiota. Somos todos iguais, mas infelizmente é preferivel deixar uma criança abandonada em um orfanato do que lhe entregar a uma família que é composta por dois pais.
É rídiculo isso.




Um abraço e me visite quando quiser
http://suellenpereira.blogspot.com/

simple_chi! disse...

Pois é, absurdo nos tempos de hoje um casal que se ama nao poder construir uma familia por preconceito de alguns.. ¬¬¬'

Mayna disse...

Infelizmente o preconceito ainda existe por parte de muitas pessoas...


http://maynabuco.blogspot.com

Daniely disse...

Então...a lei reflete os anseios da sociedade, e, infelizmente, a nossa é retrógrada e hipócrita, vivemos regidos por um Código Civil de 2002 que simplestmente fechou os olhos pra um realidade gritante!
Achei ótimo o post, preconceitos devem ser quebrados, ainda mais quando se trata de crianças que querem uma família,por que não lhes dar uma?
^^'
abraço!

Lara Sousa disse...

É bom ver que o Brasil está evoluindo, e 'considerando justa toda forma de amor'.

beeijO

Demis Carlos disse...

Adorei o teu blog.....
Putz, se em fase de construção tá assim..imagine qdo fikar prontinho...
Adorei...ja ta nos meus favoritos!

Karla Hack disse...

Tmb não sei o que estão esperando..
Acho que é medo da desaprovação da população em geral..
Mas gostei de saber da adoção, acho que já tá mais do que na hora!!

;D

bjus

Carlos Eduardo disse...

Acabei de descobrir o blog, e achei de muito bom gosto. Já adicionei aos favoritos, claro!


http://putoanonimo.blogspot.com

Demis Carlos disse...

Mininu...Naun sou casado naun..hehehe!
O suposto "filho"..É minha sobrinha!
Estou mais na condição de adotar um com "meu Rafa" do que ter um..heheheeh! Depois vc vai lá no meu e veja a primeira postagem do mês e vc entenderá o q to dizendo...
Bjoka , se cuida!