domingo, 30 de maio de 2010

Silvio de Abreu


O autor da novela Passione, o silvio de Abreu, essa semana fez declarações infelizes a cerca da homossexualidade. Ele teria dito que o ator que se assume homossexual na sua opinião é bobo. A primeira coisa que eu pensei foi "quem essa bicha enrustida pensa que é?"

Em sua fala ele reforça o preconceito na sociedade e pressiona aos atores e atrizes a continuarem se mantendo dentro do armário. Ele os pressiona a continuar numa vida de farça, numa vida de faz-de-conta. E, infelizmente,o público costuma absorver esse tipo de comentário e trazer para as suas vidas. Eu só não sei onde entra a incapacidade de uma ator assumidamente gay encarnar um hetero nessa história. Afinal de contas, estamos falando de profissionalismo, se o cara é bom ele deve ser contratado, e sua sexualidade não deve ser levada em conta. O que deve ser avaliada é a capacidade de atuação do individuo.

Todo essa "bafafa" se iniciou porque estariam correndo boatos sobre a suposta homossexualidade de Reynaldo Gianecchini ( que por acaso foi o tema do meu último post). Eu, particularmente, acredito que o prestigio do Reynaldo como ator não se abalaria caso ele se assumisse, como a de Rick Martin ( que o fez recentemente) também não foi abalada. Rick consegue ainda retirar tantos suspiros femininos quanto antes.

Abreu, queremos retratação pública.

10 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Eu sou contra essa idéia de se recomendar ficar no "armário", mas por outro lado temos que ver que ainda vivemos numa sociedade bem preconceituosa, que os artistas vivem da imagem e que muita gente ainda rejeita o outro pela sua sexualidade...

No caso de cantores acho que isso influencia menos suas carreiras do que atores. Atores tendem a ficar estigmatizados, recebendo só papéis limitados, quando assumem... Pelo menos foi isso que já li em entrevistas, não sei se corresponde totalmente à realidade, mas a verdade é que atores e atrizes não se assumem homossexuais, mesmo aqueles que todos sabem que são... Nem em entrevista é perguntado... Deve haver algo forte rolando nesse sentido...

De qualquer maneira gostaria que as pessoas fossem mais livres pra serem o que são...

Beijocas

Sarah Slowaska disse...

Eu não tenho nada contra ninguém, e acho que a sexualidade nem sequer deveria ser tópico de conversa. O importante é ser feliz, homem com homem, mulher com mulher, mulher com homem. Chega de tanta polémica em torno de tamanha ignorância!

Mas olha uma coisa...
O Reynaldo?! Nãoo!! Pleeasssee! hahahhahahaha, ele não pode ser gay! Hahahahahaha! Eu tenho um ataque de choro.

Desculpa, mas não resisti.
Um beijo!

Eles me chamam de Sobrecomum disse...

Pense o inverso disso. Rodrigo Santoro já fez papel de gay, Lásaro Ramos já fez papel de gay, Matheus Nachtergaele já fez papel de gay e isso não limitou suas carreiras. Porque um gay assumido teria problemas em atuar? O Sílvio de Abreu deve estar querendo é atrair atenção para sua novela.

LEO disse...

pois é o assunto é serio, porq pode mudar a forma como as pessoas vaõ tratar o "assumido".
Essa escolha é pessoal!

BJSSS
LEO
Boa semana e espero vcs la no SeximaginariuM

André Mans disse...

Eu sei que ele foi infeliz no seu comentário, o melhor seria nada dizer. Mas realmente, infelizmente aqui no Brasil, se um galã da Globo assumir-se gay, perderá rios de oportunidade. O Brasil é um dos países mais atrasados e hipócritas do Globo. E da Globo.

Enrique Coimbra disse...

Eu acho que sim, há preconceito, mas a aceitação do público para um ator ou cantor que tem a coragem (ou a mentira) de se assumir como homossexual é MUITO grande. Acho que, além de deixar o ator mais popular, não afeta PN do trabalho dele. A não ser que quem o contrate seja preconceituoso, o que não acontece muito na TV. Aaaaah, tenho tantas histórias de atores globais e Colírios da Capricho que você ficaria sem ar.

[Farelos e Sílabas] disse...

===

Eu ainda penso que cada qual faz o que bem desejar com sua sexualidade, expondo-a ou não ao público. É o tal de respeito ao universo chamado “o outro”. O outro é sempre qualquer um(a) além de nós mesmos. O novelista deveria ter mais respeito pela decisão de cada qual. Se se quis falar abertamente, ficar mais tranqüilo com o que poderiam dizer acerca dele (ou dela), quem somos nós pra categorizar “burro” ou qualquer outra coisa.

Respeito é bom e todos deveriam gostar.

Gostei do blog! Estou fazendo uma visita!

===

SAL disse...

faço das palavras da Sarah, as minhas: "Eu não tenho nada contra ninguém, e acho que a sexualidade nem sequer deveria ser tópico de conversa. O importante é ser feliz, homem com homem, mulher com mulher, mulher com homem. Chega de tanta polémica em torno de tamanha ignorância!"

vc ta certo em se indignar, polemizar e não se conformar com o que não concorda! mas o fato da questão "sexualidade" incomodar e mecher tanto c a sociedade onde tem tanto crime, tanta violencia, tanta barbaridade acontecendo... e a galera focada em opção sexual alheia... é meio contraditorio!

mas ta aí! é bom questionar o pq disso ainda ter q ser assunto né?!

talvez, como textos como esses, isso um dia deixe de ser "tabu"!

bjo

O amor e etc. disse...

Barbaridade é o fato das pessoas não respeitarem a sexualidade alheia. :)
Se o assunto afeta a uma parcela da população ele merece ser discutido! Sexualidade ainda constitui uma problemática na sociedade e pessoas sofrem, morrem, se suicidam por causa do preconceito. É um assunto que merece sim ser discutido até a exaustão. Agora, pena que ele merece ser discutido pois não deveria ser necessário, concordo com vocês.

Lord V. disse...

sinceramente?
acho que estão fazendo tempestade demais com pouca água!
ele é autor de novelas e portanto está defendendo o lado dele.
obviamente isso foi uma indireta bem direta pro Gianecchini neah?
mas o Brasil ainda é um país muito machista e patriacal. mulher nenhuma vai querer como galã e sonho de príncipe um cara que declaradamente se pega com outro cara!
mas eu também acho que é uma total falta de credibilidade neah, mas... não posso falar muito já que não sou assumido publicamente. enton...

abraços
voy