terça-feira, 4 de novembro de 2008


Temos medo daquilo que pouco ou nada conheçemos, é uma reação comum do ser humano. Por isso, talvez, exista tanta resistência ao homossexualismo. A homofobia é um assunto que vem sendo tratado constantemente na mídia. Crimes bárbaros vêm sendo cometidos contra os homossexuais por grupos que não toleram a sua orietação, mas como vencer essa barreira?

Primeiramente devemos aprender a respeitar as diferenças, aceitar os outros como eles são, devemos saber também que a homossexualidade não é contagiosa e que você não se torna gay com o convivio. Nem todos nós dividimos a mesma crença, temos pontos de vista diferenciados, é claro, temos que compreender que heterossexualidade não é regra, e que o natural não é ser hetero, já que ser homo não é doença.

Ainda sofremos bastante porque o homem não sabe aceitar as diferenças, seja a cor da pele, a orientação, o peso, a crença religiosa, o homem malmente consegue aceitar que o seu time perdeu para o adversário e vinga-se com a força física,ridiculo. E nos julgamos seres evoluidos.

Acho que o convivo, a experiência de viver com o mundo homossexual faria as pessoas se acostumarem ou entenderem melhor essa condição, para que eles possam compreender que amar não é errado. O contato com os homossexuais nas novelas, filmes e na realidade faria com que a sociedade aos poucos se tornasse mais receptiva e aceitasse esse modo de vida. Em teoria, óbvio, tudo é mais fácil, mas seriam riscos que teriamos que correr, já que o ser humano por instinto teme o desconhecido, vamos apresentar a real face do nosso estilo de vida que não é promiscuo e nem essencialmente voltado ao sexo.

9 comentários:

Jana disse...

o dia que pararmos de ver isso de forma sexual e passarmos a ver que toda relação, e seja ela qual for, é baseada no amor, quem sabe nos tornemos mais seres humanos...

beijo

Marcio Sarge disse...

Muito obrigado pela visita amigo e por suas palavras no Sarge, são sábias.

Abraço e até.

Flor disse...

realmente as pessoas evitam quem é diferente...

sei disso por experiencia propria...
sempre fui mais quieta... estudiosa, e por isso sempre tive poucos amigos...

mesmo tendo dinheiro, nunca tive muitos amigos... talves pq nunca mostrei o q eu tinha de verdade... sempre fui mais fechada e diferente dos outros... mas sou feliz.

beijoo... vou te linkar

Stephanie disse...

Oi, Murillo,

tô passando aqui pra retribuir sua visita e seu comentário. Acho interessante você abordar a questão da homofobia porque muitas pessoas tem preconceito ou reticências porque não convivem com homossexuais e vivem pegados a estereótipos - mas quando a gente aprende a respeitar o outro descobre que independemente de ser hetero ou homo, a capacidade de amor do ser humano é a mesma.

eu sou meio desbocada, é que pra falar de certas coisas, não dá escolher as palvras mais sutis.

beijo

Stephanie disse...

Oi, Murillo,

não me ofendeu, não. Só comentei que de vez em quando eu uso mesmo termos chocantes e procuro tratar de coisas como libido e desejo e paixão sem a idéia de uma feminilidade romântica e 'cor de rosa' - tem horas e assuntos em que acho bom ousar um pouquinho.

fico feliz que você tenha gostado.
beijo

Carlos Eduardo disse...

Criou-se o mito de que todo homossexual é uma bicha sedenta por sexo. Existe uma mentira e uma verdade nesse conceito, ao meu ponto de vista. Mas qual é a diferença de um gay que sai para fazer sexo para um heterossexual que sai para fazer sexo?


http://putoanonimo.blogspot.com

Isa disse...

MEu querido..
teu blog tá ficando cada vez melhor.. hein Parabéns!! ^^
hum pensei que vc tinha colocado aquele textinho aquii...
mas se não, tudo bem
adorei lê-lo na escola hj ao seu ladoo e vc sabe adoro seus conselhos,
vc é demais
Te amo-adoro
Isa

Charles Antonio disse...

Murilo, ótima a abordagem feita por você. Essa é uma discussão conhecida por muitos devido ao seu intenso debate, mas parece que ainda não é o suficiente... A questão da homofobia implica em conceitos culturais da sociedade, não é um caso isolado, mas que anda de mão dadas com o machismo, o racismo etc. Como você disse - a real face do nosso estilo de vida que não é promiscuo e nem essencialmente voltado ao sexo - o sexo não é o que defini o homossexual. Às vezes encontro pessoas dizendo: " você é gay porque ainda não pegou mulher..." Esquecem eles que ninguém faz sexo 24 horas por dia. Enfim, apreciei o blog e desejo muito sucesso a ele. Que seja realmente um blog militante. rs

Parabéns pelo ativismo,
abraços!

Charles Antonio - miscelanico@gmail.com

[Farelos e Sílabas] disse...

...

E tudo é tão difícil porque não sabemos amar...

E porque não sabemos, formatamos. FÔRMA-tamos. Sim, for-MATAMOS!

E o que é tão rico por ser tão desigual, pela falta do amor, vai se acinzentando em muita fobia, o MEDO do outro,

o seu IGUAL!

...